Notícias


Nota de Repúdio da SBC-BA

9/7/2013


Nós, da diretoria da SBC-BA, vimos por meio desta, manifestar nosso veemente repúdio às proposições equivocadas anunciadas, ontem, pela Presidenta da República, Sra. Dilma Roussef, para resolver as questões de assistência à saúde em regiões carentes do país. O governo está equivocado em suas proposições que servem muito mais à retórica que às reais necessidades dos brasileiros desassistidos, vítimas da falta de uma ação governamental planejada e consequente. No seu pronunciamento o governo pontua:

1) Prolongar o curso de Medicina de seis para oito anos, obrigando os estudantes dos “7º” e “8º” anos a atuarem profissionalmente em locais longínquos, sem infra-estrutura para assistência adequada e sem orientação próxima de professores.

2) Admitir médicos “estrangeiros”, de qualquer procedência, sem avaliar sua qualificação profissional com os instrumentos do Revalida, justificando que a competência seria atestada pelas “Universidades”. Segundo quais critérios e servindo a quais interesses?

3) Aumentar o número de escolas médicas (somos o 2º país com maior número de escolas médicas no mundo) com a falácia de que as questões de saúde são resolvidas com maior número de médicos, sem jamais reconhecer que falta um sistema de saúde definido e que a infra-estrutura para assistência à saúde é muito precária ou inexistente nos rincões mais distantes do país.

4) Aumentar o número de residências médicas. Essa é aparentemente uma decisão razoável, mas os hospitais públicos e os universitários não têm condições materiais para responder à demanda reprimida.

Essas são decisões açodadas, unilaterais, sem uma discussão mais responsável, serena e consequente com o meio acadêmico nacional e com os órgãos que representam de forma ampla os profissionais de saúde do país.

Fazemos coro ao clamor por melhorias urgentes na infraestrutura dos serviços de saúde dos municípios, da definição e implantação de um sistema nacional de saúde, pela criação de um plano de cargos e salários nacional para médicos e outros profissionais de saúde.

Exigimos que o Governo estabeleça um diálogo aberto com as entidades médicas na construção conjunta de um projeto que leve verdadeiramente saúde a todos os brasileiros.

Exigimos respeito!

Sociedade Brasileira de Cardiologia – Seção Bahia


A Diretoria da SBC-BA


Notícias

Nota de Falecimento

A SBC-Bahia lamenta o falecimento do cardiologista Dr. ELIAS ABRÃO CHEHADE, ocorrido no dia 07 de maio, aos 89 anos.
Leia mais...

SBC-Bahia elege nova diretoria

Sociedade Brasileira de Cardiologia - Bahia apresenta a nova diretoria...
Leia mais...

SBC-Feira promove II Simpósio de Prevenção Cardiovascular

Promovido pela SBC-Feira nos dias 29 e 30 de março...
Leia mais...

SBC-Bahia abre oficialmente o processo eleitoral

Faça aqui sua candidatura...
Leia mais...

Nota de Pesar

A Diretoria lamenta o falecimento do Prof. Antônio Marcos Motta, Presidente do Departamento de Educação Física da SBC-BA, nos últimos quatro anos.
Leia mais...